sábado, 26 de fevereiro de 2011

Entre a Historia e a Filosofia

     "Por vezes, achava-se tão estranha que se perguntava se não seria disforme de nascença. A sua mãe tinha-lhe falado num parto difícil. Mas seria possível o nascimento determinar, de fato, a figura de cada um?
      Não era estranho que ela não soubesse quem era? Não era absurdo não poder  decidir nada quanto à sua figura?
     Tinha simplesmente nascido consigo. Podia escolher os seus amigos, mas não se escolhera a si mesma. Nunca tinha decidido que queria ser um ser humano... "  O Mundo de Sofia

      O Mundo de Sofia  é um romance escrito por Jostein Gaarder, publicado em 1991. O livro foi escrito originalmente em norueguês, mas já foi traduzido para mais de 50 línguas, teve sua primeira edição em português em 1995, que atualmente se encontra em sua 70ª reimpressão. Somente na Alemanha foram vendidos 3 milhões de cópias.
     Sofia Amundsen é uma garota de quatorze anos que vivi na Noruega de 1990. Ela mora com sua mãe, o seu gato Sherekan, seu peixe-dourado e uma tartaruga. Seu pai apesar de não aparecer no livro é sempre comentado por algum personagem, principalmente pela mãe de Sofia e a propria Sofia, segundo o livro ele é capitão de um navio petroleiro e por isso fica a maior parte do ano fora.
    Às vésperas de seu aniversário de quinze anos, Sofia começa a receber bilhetes e cartões postais um tanto estranhos. Os bilhetes são anônimos e perguntam a Sofia quem é ela e de onde vem o mundo em que vivemos. Os postais foram mandados do Líbano, por um major desconhecido, para uma tal de Hilde Knag, jovem que Sofia igualmente desconhece. A partir de então, ela passa a receber gradativamente um curso de filosofia por correspondência.
    O mistério dos bilhetes e dos postais é o ponto de partida deste fascinante romance, que vem conquistando milhões de leitores em todos os países em que foi lançado. De capítulo em capítulo, de "lição" em "lição", o leitor é convidado a trilhar toda a história da filosofia ocidental - dos pré-socráticos aos pós-modernos -, ao mesmo tempo em que se vê envolvido por um intrigante thriller que toma um rumo surpreendente.
    Misturado às lições filosóficas, há um enredo normal semelhante a um romance para adolescentes. Tudo isso vem acompanhado de acontecimentos que parecem cientificamente impossíveis, como conseguir ver a própria imagem no espelho piscar com os dois olhos ou ver de verdade Sócrates e Platão. Por ser um livro baseado em filosofia, entretanto, promete (e cumpre) explicar tudo no final.

    Minha Opinião:

   O Mundo de Sofia é uma obra formidavel pois mistura filosofia e ficção. Para quem se dedicar a obra deve prosseguir com calma, apesar do enredo possuir uma liguagem simples e ser desprovida de elementos que possa complicar a mente do leitor, é necessario ter uma mente limpa para assim se aventurar no assunto e compreeder o que é lido. 

     A obra nos permiti viajar pelo tempo, não apenas o tempo que regi nossas vidas, e sim o tempo filosofico, o tempo dos pensamentos. O livro leva o leitor a uma reflexão sobre a exitencia humana sobre um aspecto filosofico, "Quem somos" "De onde vem o mundo" ...
    O Mundo de Sofia é um romance que dificilmente queremos nos separar, ele retrata com maestria nossa existecia. E eu recomendo para aqueles que querem ver o mundo com os olhos de filosofos de todos os tempos.

2 comentários:

DeusILUSÃO disse...

Eu, infelizmente, ainda não li o livro, mas assisti à série norueguesa baseada nele. São quatro episódios ricamente produzidos, de uma hora e meia cada. Recomendo também.

E ficou muito bonita a nova cara do blog.

Priscila disse...

Muito obrigada...

já assisti o seriado, muito bons mesmo... mas como sempre acredito que o livro é melhor e recomendo a vc...

Postar um comentário